Douglas DC-3 da Aliansa desaparecido na Colômbia

A Aeronáutica Civil da Colômbia, autoridade nacional de aviação, anunciou na tarde desta quinta-feira, dia 8 de julho, que está desaparecido desde a manhã, um avião tipo Douglas DC-3, matrícula HK-2820, da empresa Aliansa, que tinha descolado do Aeroporto Vanguardia de Villavicencio, no Departamento de Meta, pelas 07h00 locais (12h00 UTC).

A entidade colombiana diz, em comunicado, que logo que o avião deixou de ter contacto com terra foram iniciadas buscas encontrar o aparelho e as três pessoas, incluindo dois pilotos, que seguem a bordo.

Logo que existam pistas sobre o seu paradeiro serão dadas novas informações, prometeu a Aeronáutica Civil da Colômbia.

A Aliansa é uma das empresas aéreas que trabalham com aviões turboélices bastante antigos na zona dos Andes, transportando passageiros e cargas para povoações serranas, servindo populações indígenas, isoladas sem estradas, ou onde as que existem estão em más condições, muitas vezes não permitindo a passagem de carros ou de camiões para reabastecimento. A maioria das aeronaves ao serviço da Aliansa têm mais de 60 anos de serviço, exigindo um intenso e constante trabalho de manutenção técnica. Contudo, mostram-se muito eficientes no serviço que prestam, afirmam as autoridades locais.

O avião que se encontra desaparecido sofreu uma saída de pista no dia 15 de agosto de 2019, tendo ficado bastante danificado (imagem acima). Tinha acabdo de aterrar no Aeroporto La Chorrera, na Amazónia colombiana. A bordo seguiam 19 tripulantes e três tripulantes e ninguém ficou ferido.

O aparelho entrou ao serviço no final dos anos 40 do século passado, pelo que deve ter a curiosa idade de 80 anos de serviço.

 

  • Foto de abertura © Thomas Ziegler/www.jetphotos.net

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica