Emirates anuncia grande Investimento em Energia Solar no segmento de Catering

A ‘Emirates Flight Catering’ (EKFC), um dos líderes mundiais em operações de catering, encomendou com sucesso um sistema de energia solar de ponta a ser desenvolvido nas imediações das suas instalações, na cidade do Dubai, Emirados Árabes Unidos, que se espera que reduza anualmente em três milhões de quilogramas de emissões de gases causadores do efeito de estufa. Esta aposta faz parte do investimento permanente da EKFC em infraestrutura que melhore a eficiência energética, anunciou o grupo de aviação árabe.

Esta iniciativa sustenta a Estratégia de Energia Limpa do Dubai 2050, que foi lançada em 2015. Sob esta estratégia, o Emirado estima produzir 75% dos seus requisitos energéticos a partir de energias limpas até 2050.

O xeque Ahmed bin Saeed Al Maktoum, presidente e diretor-geral do Grupo Emirates, considera que “a sustentabilidade é um pilar importante da estratégia do grupo”.

Em declarações contidas num comunicado distribuído nesta terça-feira, dia 24 de setembro, o responsável diz que o maior grupo de aviação do Médio Oriente, está comprometido com um negócio responsável e com a gestão ambiental, aplicando tecnologias eco eficientes ao longo das suas operações para minimizar o impacto, mesmo enquanto continua a crescer. “As últimas iniciativas da Emirates Flight Catering abrem novas oportunidades de melhorar eficiência de recursos, sempre com base na estratégia do Dubai em ser um centro global de energia limpa e economia verde”, acrescenta Ahmed bin Saeed Al Maktoum

 

Especificidades de um projeto pioneiro na aviação comercial

O telhado solar da EKFC é constituído por 8.112 painéis solares individuais. É esperado que gere 4.195 MW/h de eletricidade anualmente, permitindo à empresa reduzir o consumo de energia tradicional em 15% em lavandaria, confeção de refeições e em instalações para empregados. Consequentemente, as emissões de CO2 vão ser diminuídas em três milhões de quilogramas anualmente – o equivalente ao consumo de um ano de eletricidade em 518 lares.

A EKFC reconhece que a responsabilidade ambiental é central no sucesso a longo-prazo e compromete-se em usar recursos de forma sustentável e a minimizar o impacto ambiental das suas operações ao longo de todas as atividades.

A EKFC vai começar em breve a construção do maior estabelecimento agrário vertical, numa empreitada conjunta com a ‘Crop One’ – empresa sediada nos EUA – líder de indústria. O estabelecimento de 1,2 hectares de ambiente controlado vai produzir 2.700 quilogramas de vegetais de alta qualidade, livres de herbicida e pesticida, utilizando menos 99% de água do que nos campos ao ar livre. A sua localização vai permitir rápida entrega de produtos frescos no prazo de horas após a colheita, mantendo o valor nutricional dos alimentos e reduzindo as emissões de carbono associadas com o transporte. Espera-se que os primeiros produtos sejam servidos aos clientes da ‘Emirates Flight Catering’ em 2020.

A EKFC gere um programa detalhado de reciclagem, certificando-se da utilização de itens recicláveis, incluindo garrafas de plástico, latas e folhas de alumínio, sejam separadas do desperdício das galleys após serem removidos da aeronave. A empresa também recicla toda a embalagem de cartão e papel de escritório para novos produtos de papel.

Todos os meses, a EKFC reverte 270.000 Kg de material de aterro e certifica-se da reciclagem 130.000 Kg de cartão, 4.000 Kg de papel e 14.000 Kg de latas de alumínio, 12.000 Kg de garrafas de vidro e 10.000 Kg de garrafas de plástico.

 

  • Na imagem de abertura vemos, da esquerda para a direita o engenheiro Muhammed Tariq, responsável técnico pela instalação solar, e Saeed Mohammed, diretor-geral da ‘Emirates Flight Catering’.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica