Filipe Nyusi diz que a LAM voltará a ter voos para Lisboa em março de 2020

A companhia LAM – Linhas Aéreas de Moçambique vai poder voltar a voar para o espaço da União Europeia a partir de 2020, após uma proibição que se mantém em vigor desde Abril de 2011, anunciou o Presidente da República de Moçambique, em Lisboa.

Filipe Nyusi, ao fazer um balanço da sua visita de Estado a Portugal, a convite do seu homólogo Marcelo Rebelo de Sousa, disse que o reinício dos voos para a Europa poderá ocorrer “provavelmente já em Março.”

O Presidente acrescentou que os voos, a serem retomados, serão para Lisboa, assegurando que o seu governo pretende resolver a questão, “nem que seja em parceria com a TAP Air Portugal ou outra companhia.”

Filipe Nyusi adiantou, no entanto, que a possibilidade de a LAM retomar os voos para a Europa não terá como consequência a redução automática do preço dos bilhetes para os moçambicanos residentes em Portugal.

O jornal moçambicano ‘O País’ escreveu que o Presidente foi confrontado com a esperança manifestada por membros da comunidade moçambicana radicada em Portugal de que o reinício dos voos da LAM poderia ter como consequência a redução do custo das passagens aéreas entre Portugal e Moçambique.

Presentemente, além da TAP que tem três voos semanais para a capital moçambicana, há três companhias aéreas internacionais que estão a promover a rota Lisboa-Maputo (e vice-versa): a Turkish Airlines, com escala em Istambul, a Qatar Airlines, com escala em Doha (Catar) e a TAAG – Linhas Aéreas de Angola, com escala em Luanda.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica