IATA esclarece que não recomenda corte na lotação dos aviões

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) anunciou nesta terça-feira, dia 5 de maio, que apoia o uso de coberturas faciais para os passageiros e máscaras para a tripulação a bordo dos aviões comerciais, enquanto durar a pandemia de covid-19 e houver indicação das autoridades sanitárias de que devem haver cuidados de proteção, para protege os cidadãos do surto do novo coronavírus.

Num comunicado distribuído em Genebra, sede europeia da organização, a IATA diz que não apoia medidas de distanciamento social que deixariam vazias as ‘cadeiras do meio’ dos aviões.

As evidências sugerem que o risco de transmissão a bordo das aeronaves é baixo. O uso de máscaras pelos passageiros e pela tripulação reduzirá o já baixo risco, evitando os dramáticos aumentos de custos nas viagens aéreas que as medidas de distanciamento social a bordo trariam.

“A segurança dos passageiros e da tripulação é fundamental. A indústria da aviação está trabalhando com os governos para reiniciar os voos quando isso puder ser feito com segurança. As evidências sugerem que o risco de transmissão a bordo das aeronaves é baixo. E tomaremos medidas – como o uso de coberturas faciais pelos passageiros e máscaras pela tripulação – para adicionar camadas extras de proteção. Precisamos chegar a uma solução que dê aos passageiros a confiança necessária para voar e mantenha o custo do voo acessível. Um sem o outro não terá benefícios duradouros ”, disse Alexandre de Juniac, diretor-geral da IATA, referido no comunicado.

 

Medidas para reduzir o já baixo risco de transmissão a bordo

Além das coberturas faciais, as medidas temporárias de segurança sanitária a bordo, indicadas pela IATA, são as seguintes:

 

  • Triagem de temperatura de passageiros, funcionários do aeroporto e viajantes,
  • Processos de embarque e desembarque que reduzem o contato com outros passageiros ou tripulação,
  • Limitar o movimento dentro da cabina durante o voo,
  • Limpeza da cabina mais frequente e mais profunda; e
  • Procedimentos de catering simplificados que reduzem o movimento da tripulação e a interação com os passageiros.

 

Quando comprovados e disponíveis em escala, os testes para a covid-19 ou passaportes de imunidade também podem ser incluídos como medidas temporárias de segurança.

 

  • Nota: A imagem de abertura é meramente ilustrativa

 

1 Comments

  1. Avatar

    Fantástica quanto de estupidez tem a “explicação” da IATA a favor do “ombro a ombro” nas cabines dos aviões de passageiros !

    Nesse sentido, passa a ser mais seguro viajar de combóio, de metropolitano ou de camionete que usar o transporte aéreo !

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica