Incidente em Lisboa condiciona operação da SATA no médio curso


 

Um avião A320 da Azores Airlines (companhia do grupo aéreo açoriano SATA), ficou em terra esta segunda-feira, dia 26 de junho, à noite, após uma viatura ao serviço de uma empresa de ‘catering’ ter danificado uma das portas da aeronave no Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa.

“Uma viatura de ‘catering’ que ia abastecer o avião A320, para depois este fazer o voo da noite Lisboa-Ponta Delgada, encostou-se à aeronave e embateu numa porta, danificando-a”, afirmou o porta-voz da companhia, António Portugal, à agência noticiosa Lusa.

A ligação aérea foi assegurada por outro avião, mas “a SATA não consegue realizar os voos Lisboa-Ponta Delgada, Ponta Delgada-Porto, Porto-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Lisboa” programados para esta terça-feira, dia 27 de junho, devido ao incidente.

“Nestas ligações estão 400 passageiros e estamos a tentar arranjar alternativas àqueles voos de forma a transportá-los o mais rapidamente possível”, realçou o porta-voz do Grupo SATA.

 

A Azores Airlines está com pouca sorte neste mês de junho. É a terceira vez, que um avião da sua frota fica retido num aeroporto devido a um incidente, o que, naturalmente, provoca constrangimentos na operação da companhia e mal-estar entre os passageiros afetados pelos inevitáveis atrasos. Recorde-se que neste mês de junho dois aviões A310-300 sofreram avarias no Aeroporto de Boston/Logan, nos Estados Unidos (LINK notícia relacionada).

No domingo passado, registou-se um incidente com uma aeronave A310-300 da Azores Airlines, depois de aterrar em Boston/Logan, proveniente de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel (Açores).

“Ao passar da pista para o taxiway para acesso ao estacionamento, o avião danificou duas luzes de sinalização da faixa”, informou António Portugal. A aeronave “não teve qualquer dano, mas perante estas circunstâncias tem que ser inspecionada”, referiu o porta-voz da SATA, esclarecendo que esta aguarda “neste momento a autorização da construtora, a Airbus, para voar”.

Segundo António Portugal, nesta terça-feira, ou o mais tardar na quarta-feira, o avião estará operacional, mas face a este incidente a SATA foi forçada a cancelar as ligações Boston-Ponta Delgada no domingo e na segunda-feira Ponta Delgada-Boston.

O outro incidente com um A310-300 ocorreu quando o avião estava a preparar-se para sair de Boston e colidiu com a viatura que o estava a rebocar, tendo danificado um dos motores da aeronave.

“Este primeiro avião já está em Lisboa e hoje retoma a operação”, garantiu António Portugal.

Explicando que “estes são um conjunto de incidentes que têm afetado a operação da SATA”, o responsável frisou que “estas situações não têm origem em avarias técnicas” e que “a segurança é a primeira prioridade da companhia”.

“Estamos a fazer o melhor possível para arranjar alternativas à falha de aeronaves, que provoca grandes constrangimentos operacionais, e fazer todos os possíveis para regularizar a operação”, acrescentou António Portugal.

 

O grupo aéreo açoriano SATA, cujo capital é detido pela Região Autónoma dos Açores, tem duas companhias aéreas: a Azores Airlines, dedicada ao médio e longo curso, e a SATA Air Açores que tem à sua responsabilidade as ligações inter-ilhas no arquipélago atlântico português.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica