Bem-vindo, !|Sair

Inquérito conclui que o IrAn-140 não estava em condições para voar

Uma comissão parlamentar iraniana concluiu hoje, dia 18 de Agosto, que o avião IrAn-140 que se despenhou em Teerão no passado dia 10 de Agosto após a descolagem, não reunia as condições técnicas necessárias e suficientes para realizar um voo com passageiros de acordo com os padrões internacionais de segurança aérea.

Ahmad Jabbari, presidente da Comissão de Transportes do Majlis (Parlamento do Irão), afirmou que as investigações indicam que “o avião IrAn-140 da Sepahan Airlines não estava em boas condições técnicas, pelo que não deveria ter voado naquela manhã”.

O presidente do Parlamento confirma assim as denúncias que estavam a ser feitas em diversos meios da capital iraniana de que o aparelho não estava em condições de viajar. Algumas testemunhas oculares da queda do aparelho, poucos minutos depois de descolar no aeroporto da capital iraniana, dizem que viram um dos motores se desprender da asa, antes da fuselagem embater no solo.

Muitos familiares das vítimas do acidente têm reclamado junto das autoridades e organizado manifestações em diversos locais a exigir a verdade sobre o acidente e a punição severa dos que permitiram a escala do avião para aquele voo.

Ahmad Jabbari prometeu que o relatório da comissão parlamentar vai ser entregue ao executivo. Trata-se da primeira vez que no Ocidente se noticia e conhece o andamento de um processo de inquérito e análise de um acidente aéreo no Irão, onde, infelizmente, nos últimos 20 anos aconteceram vários acidentes como este da Sepahan Airlines.

O Irão tem uma frota comercial muito antiga, devido ao bloqueio às importações imposto pelas Nações Unidas devido ao programa de desenvolvimento nuclear do país. A média de idades dos aviões é de 22 anos, a maioria fabricados ainda antes da Revolução Islâmica de 1979. O Irão já anunciou que o programa foi interrompido e suspenso, mas a verdade é que as sanções ainda não foram levantadas. Estima-se que no dia em isso acontecer e as companhias aéreas iranianas listem as suas necessidades, o Irão estará comprador de cerca de 300 aviões de passageiros para o médio e longo curso. A Iran Air, maior companhia do país, tem actualmente cerca de 30 aviões. Só para esta serão necessários 100 aviões, disse há poucas semanas o presidente da empresa. O Irão tem actualmente 76 milhões de habitantes e um nível de desenvolvimento e crescimento superiores a muitos países europeus.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica