Lucros da Ryanair Holdings atingem 2.180 milhões de euros no 1º semestre fiscal

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Ryanair Holdings obteve um lucro líquido de 2.180 milhões de euros no primeiro semestre fiscal (entre abril e setembro nos países anglo-saxónicos), 59% mais que no mesmo período do ano passado, quando ganhou 1.370 milhões, anunciou a empresa.

A Ryanair atribui a recuperação dos lucros ao “elevado desempenho” alcançado durante a Páscoa no primeiro trimestre, bem como ao tráfego de passageiros no Verão, que registou “valores recorde”, e ao aumento dos preços dos bilhetes, que “compensou os custos de combustível” na primeira metade do ano fiscal, ano que terminará em 31 de março de 2024.

O grupo de companhias aéreas Ryanair, que inclui a companhia do mesmo nome, registada na Irlanda, é líder europeu no setor dos voos económicos. O comunicado distribuído nesta segunda-feira, dia 6 de novembro, destaca que as suas receitas aumentaram 30% para 6,16 mil milhões de euros no mesmo período, durante o qual transportou 105,4 milhões de passageiros (+ 11%).

O presidente executivo da Ryanair Holdings, Michael O’Leary, anunciou que o grupo vai distribuir este ano um dividendo de 400 milhões de euros (0,35 cêntimos por cada ação) entre os seus acionistas, com um primeiro pagamento de 200 milhões de euros no próximo mês de fevereiro e outro em setembro.

Para os anos fiscais seguintes, de acordo com a nova política de dividendos, acrescentou O’Leary, a Ryanair pretende devolver aos acionistas “aproximadamente 25%” do lucro líquido de cada ano anterior “através de um dividendo ordinário”.

O gestor lembrou que os acionistas investiram 400 milhões de euros numa “emissão de ações durante o pico da crise da covid”, em setembro de 2020, o que ajudou a companhia aérea a “sair da pandemia numa posição de força estratégica e financeira ímpar”.

Neste contexto, a Ryanair indicou que a sua receita por passageiro cresceu 17% durante o primeiro semestre fiscal, depois de o preço médio dos bilhetes ter aumentado 24%, para 58 euros em média, em resposta à “forte procura” vivida no Páscoa e no verão.

Olhando para o final do corrente ano fiscal, O’Leary indicou que as previsões colocam o lucro bruto do próximo mês de março num intervalo entre 1.850 e 2.050 milhões de euros, bem acima do anterior recorde de 1.450 milhões de euros, registado em 2018.

“Estas previsões permanecem em grande parte dependentes da ausência de eventos adversos imprevistos (como na Ucrânia ou em Gaza) entre agora e o final de março de 2024”, destacou.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...

Pilotos da TACV marcam greve de uma semana partir de 24 de julho

Os pilotos da TACV – Transportes Aéreos de Cabo...

Governo reuniu-se com a ANA para preparar o projeto do Novo Aeroporto de Lisboa/Luís de Camões

O ministro das Infraestruturas e Habitação e o secretário...