PSD ameaça romper acordo sobre novo Aeroporto de Lisboa

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O presidente do Partido Social Democrata (PSD) ameaçou esta segunda-feira, dia 9 de outubro, romper o acordo sobre a localização do novo aeroporto de Lisboa se o relatório elaborado pela comissão técnica independente não for “100% independente” e considerou que a renacionalização da REN “merece uma reflexão”.

Em entrevista à TVI/CNN Portugal, Luís Montenegro (foto de abertura) foi questionado se o PSD vai respeitar o acordo assumido com o Partido Socialista (OS), em setembro de 2022, sobre a escolha para a localização do novo aeroporto de Lisboa.

“Coisa que o PSD não tem de fazer é cumprir nada. O PSD pôs condições, quem tem de cumprir é o Governo, que o PSD não tem capacidade de manobra, nós não gerimos o processo”, respondeu o líder social-democrata português.

Montenegro referiu que o PSD impôs condições ao Governo, entre as quais que as obras no aeroporto Humberto Delgado “fossem realizadas de imediato”, salientando que o acordo foi assumido há um ano e essas obras “ainda não começaram”.

Por outro lado, Luís Montenegro afirmou que o acordo previa também que a comissão técnica independente fosse composta por académicos que “não tivessem opinado sobre o assunto anteriormente”.

“Não quero duvidar da independência das pessoas, mas duvidei e alertei o primeiro-ministro para isso quando vi a presidente da comissão técnica independente [Maria do Rosário Partidário] dizer que ia decidir onde é que ia ficar o novo aeroporto”, disse, reforçando que não foi isso que acordou “com o doutor António Costa e com o PS”.

O líder social-democrata salientou que o “que se pede aos técnicos é que digam quais são as vantagens e desvantagens de cada localização”, acrescentando que espera que o relatório elaborado pela comissão técnica independente não venha a estar “eivado de nenhum interesse particular de ninguém”.

“Espero mesmo. Só pode ser assim… Isto ou é 100% técnico e 100% rigoroso, ou então não contam sequer com o PSD para coisa nenhuma”, vincou.

Montenegro afirmou ainda esperar que, depois de receber o relatório, possa elaborar uma opinião, e que essa opinião seja “coincidente com a do Governo”, o que considerou que seria “bom para Portugal”.

“Mas nem eu mando na do Governo, nem o Governo manda na minha. Não posso garantir que nós vamos ter esse acordo, o que posso garantir é que nós vamos olhar com toda a atenção, com todo o cuidado, para aquilo que os técnicos nos vão dizer”, assegurou.

Nesta entrevista, o líder do PSD abordou ainda o processo de privatização da TAP, mostrando-se favorável à venda de 100% do capital da companhia aérea, ainda que admitindo que a mesma possa ser feita de forma graduada.

No entanto, questionado sobre uma venda à companhia aérea espanhola Ibéria, Montenegro considerou que, do ponto de vista estratégico, seria “muito perigoso” para o país “perder” a TAP para uma “operadora com as características da Ibéria, nomeadamente com o hub que tem em Madrid”.

 

  • Foto de abertura © CNN Portugal

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TAP Air Portugal renova liderança como companhia líder mundial nos ‘World Travel Awards’

A TAP Air Portugal obteve dois prémios na edição...

Movimento de passageiros nos aeroportos cresceu 10% em Cabo Verde

O movimento de passageiros nos aeroportos e aeródromos da...

Air Baltic abriu base sazonal na ilha de Grã-Canária (Ilhas Canárias, Espanha)

A Air Baltic, companhia aérea nacional da Letónia, lançou...