Bem-vindo, !|Sair

Ryanair assinala novo recorde de passageiros – 9,1 milhões em Julho

A companhia de baixo custo irlandesa Ryanair, que ainda há uma semana reafirmou o objectivo de atingir 86 milhões de passageiros no exercício 2014/2015 iniciado a 1 de Abril, com um aumento em cerca de 6%, cresceu 4,2% nos primeiros quatro meses, com +3,7% em Julho, para 9,145 milhões, que constitui um novo recorde mensal.

A informação publicada pela Ryanair permite calcular que para atingir a meta dos 86 milhões de passageiros nos 12 meses de 1 de Abril a 31 de Março de 2015 a ‘low cost’ terá que ter um aumento médio de passageiros em 6,6% nos oito meses do exercício, quando a expectativa que divulgou foi de um crescimento em 3% na primeira metade de 2014/2015 (Abril a Setembro deste ano) e 6% na segunda (Outubro deste ano a Março de 2015).

De acordo com os dados da ‘low cost’, com os 9,145 milhões de Julho ultrapassou pela primeira vez a marca de 83 milhões em 12 meses, com 83.001.523 entre 1 de Agosto de 2013 e 31 de Julho deste ano, com um aumento em 3,7% ou 2,94 milhões.

Os dados revelados na informação divulgada a 28 de Julho pela Ryanair sobre os seus resultados no primeiro trimestre de 2014/2015, terminado a 30 de Junho, indicavam que para a segunda metade do exercício vai “aumentar agressivamente a capacidade”, especificando que o aumento será de 8%, com +7% no trimestre de Outubro a Dezembro deste ano e +10% no trimestre de Janeiro a Março de 2015.

Nos primeiro sete meses deste ano, em relação ao período homólogo de 2013, a Ryanair somou 47,633 milhões de passageiros, +3,5% ou mais 1,606 milhões, mais por redução do número de lugares vazios nos voos, que baixaram cera de 11,9% ou 1,3 milhões, para aproximadamente 9,4 milhões, do que por aumento de capacidade, que os seus dados permitem calcular ter crescido abaixo de 1% (cerca de 0,6%), para cerca de 57 milhões de lugares.

Assim, embora com aumentos de passageiros ‘pálidos’ em relação ao objectivo, a Ryanair tem, ainda assim, ganhos significativos de ocupação, medida em lugares vendidos relativamente ao total disponível, na ordem de 2,3 pontos, para cerca de 83,5% em média nos primeiros sete meses deste ano.

Esta evolução tem sido especialmente marcada a partir do início do Verão IATA, que começa nos último dias de Março, com subidas de três pontos em Abril, Maio e Julho e de quatro pontos em Junho. Em Julho, segundo os dados divulgados hoje, dia 7 de Agosto, a companhia vendeu 91% dos lugares que teve no mercado, uma marca que já não atingia desde Agosto de 2007, mas que ainda está longe do recorde de Agosto de 2002, em que atingiu 95%, mas com cerca de 1,6 milhões de lugares disponíveis, quando em Julho deste ano é possível calcular que teve mais de dez milhões.

Os dados da Ryanair relativos ao mês de Julho, ao indicarem que vendeu 9,145 milhões de lugares de avião e atingiu 91% dos lugares disponíveis permitem calcular que teve a capacidade praticamente estagnada e que o aumento do número de lugares vendidos em cerca de 302,2 mil foi ‘por inteiro’ para reduzir os lugares vazios nos voos, que baixaram cerca de 25%, para aproximadamente 904 mil.

Nos 12 meses de 1 de Agosto de 2013 a 31 de Julho deste ano, com 83 milhões de lugares vendidos e uma percentagem relativamente ao total de lugares disponíveis de 84%, segundo indica, a Ryanair teve no mercado aproximadamente 98,8 milhões de lugares, +1,2% ou mais cerca de 1,2 milhões que nos 12 meses de 1 de Abril de 2012 a 31 de Julho de 2013, e ficou com cerca de 15,8 milhões por vender, -10% ou menos cerca de 1,8 milhões que no período homólogo anterior.

 

  • Texto publicado por PressTUR, agência de notícias de viagens e turismo

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica