Bem-vindo, !|Sair

Sete mortos na queda de um helicóptero no Nepal – Ministro entre as vítimas

Um helicóptero Airbus AS350 H125 (antes denominado Eurocopter AS350 B3e) despenhou-se na tarde desta quarta-feira, dia 27 de fevereiro, em Pathibhara, distrito de Taplejung, uma região montanhosa do leste do Nepal, tendo morrido os sete ocupantes da aeronave.

Segundo fontes oficiais entre os seis passageiros que perderam a vida no desastre encontra-se o ministro do Turismo e da Aviação Civil, Rabindra Adhikari, e o presidente executivo da Air Dinasty, empresa a que pertencia o helicóptero, que também ocupa funções de diretor-geral da companhia aérea Yeti Airlines, que realiza voos domésticos no Nepal.

Segundo a imprensa nepalesa, o ministro e o empresário Ang Tsering Sherpa, também com vários interesses no sector hoteleiro, iam a caminho de Chuhandanda, no vizinho distrito de Tehrathum, a fim de apreciarem o projeto para construção de um aeroporto para servir a região e atrair novos investidores.

Entre os restantes mortos no acidente encontram-se um dos principais assessores políticos do primeiro-ministro do Nepal e o diretor-geral adjunto da Autoridade Nacional de Aviação Civil do Nepal (CAAN).

O jornal nepalês ‘Post’ noticia na sua edição online que na região onde o helicóptero caiu estava a cair um grande nevão no momento do desastre.

 

O Nepal é um país com uma sinistralidade aérea muito alta, nomeadamente no segmento dos helicópteros. Os desastres mais relevantes dos últimos anos ocorreram em 2015, após os dois terramotos que no início do ano mataram cerca de nove mil pessoas. Primeiro foi com um helicóptero dos Marines norte-americanos que estava a socorrer as vítimas e a transportar mantimentos. O UH-1Y Huey caiu no dia 12 de maio e morreram 13 pessoas (seis soldados norte-americanos, dois nepaleses e cinco civis). O segundo acidente com um helicóptero nesse ano, algumas semanas depois dos ‘Marines’, deu-se com um aparelho que levava três elementos dos ‘Médicos sem Fronteiras’ que estavam a assistir as populações. Provocou quatro mortos.

A 8 de setembro do ano passado, um AS350 B3e da companhia ‘Altitude Air’ que fazia um circuito turístico caiu numa zona montanhosa tendo morrido seis dos sete ocupantes.

 

  • Na imagem de entrada vemos o helicóptero acidentado, matrícula 9N-AMI. Foto © Air Dinasty

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica