Sindicatos colocam em causa credibilidade da administração da Groundforce

Dois sindicatos que agregam trabalhadores da SPdH/Groundforce Portugal – o STTAMP (Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes da Área Metropolitana do Porto) e o STAMA (Sindicato dos Trabalhadores dos Aeroportos Manutenção e Aviação) – distribuíram na tarde desta segunda-feira, dia 17 de maio, um comunicado conjunto, em que colocam em causa a credibilidade de Alfredo Casimiro, enquanto presidente da empresa de handling aeroportuário.

Os sindicalistas dizem que foram brindados com mais episódio de uma série triste: “Se, no episódio anterior, Alfredo Casimiro garantia com todas as certezas que estavam reunidas todas as condições para o pagamento dos salários do mês de maio, e que com mais alguns ajustes estariam também garantidos os salários do mês de junho, no episódio de hoje, afinal veio-se a saber que dois membros da Comissão Executiva, incluindo Alfredo Casimiro, em 5 de maio, informaram a TAP que não haveria liquidez sequer para o pagamento dos salários de maio”.

“Como já havíamos referido anteriormente desde fevereiro que Alfredo Casimiro tem criado manobras fantasiosas na tentativa de empurrar o problema com a barriga, esperando que uma solução milagrosa lhe caia no colo como a Groundforce lhe caiu em 2012”, acusam as duas estruturas sindicais.

Alegando que os trabalhadores da Groundforce “ estão cansados desta série e não querem continuar a assistir a mais episódios com este protagonista”, o STTAMP e o STAMA apelam a “quem realmente tem poder, o usar de forma a garantir a continuidade da empresa e o futuro dos seus 2.400 trabalhadores em prol de uma retoma do sector que não só se espera como já se verifica com o crescente aumento dos movimentos nos aeroportos nacionais”.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica