Sindicatos da Groundforce retiram aviso de greve logo que as contas estejam pagas

O STTAMP – Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes de Portugal e o STAMA – Sindicato dos Trabalhadores dos Aeroportos, Manutenção e Aviação, anunciaram na manhã desta quinta-feira, dia 22 de julho, que irão manter “os avisos prévios de greve em vigor para a Groundforce “até à data em que os pagamentos forem efetivamente concretizados e na exata medida em que a proporcionalidade dos acontecimentos assim o exija” (LINK notícia relacionada).

 

Num comunicado conjunto, as duas estruturas sindicais, em que estão filiados trabalhadores da SPdH/Groundforce, dão conta da reunião realizada na passada quarta-feira, com o ministro das Infraestruturas e Habitação “com o propósito de dar continuidade aos esforços que têm vindo a ser envidados para que seja encontrada uma solução definitiva e permanente para os profundos problemas com que se depara atualmente a SPdH/Groundforce”.

No rescaldo da greve do passado fim de semana, e tendo em conta o aproximar de novos períodos de greve anunciados para final do presente mês que afectam todo o mês de Agosto, o STTAMP e o STAMA fizeram questão de, uma vez mais, manifestarem o seu descontentamento com a situação dos trabalhadores e também total preocupação com o impacto de novos períodos de greve, caso não venha a ser encontrada uma solução, que, no imediato, possa impedir o recurso a novas paralisações.

Segundo a nota de imprensa, foi feito o diagnóstico da situação atual, da qual o ministro é conhecedor em detalhe, tendo sido possível alcançar o seguinte compromisso:

 

  • Processamento por parte da TAP, com efeitos imediatos, dos subsídios de férias e seu pagamento a todos os trabalhadores, indo ao encontro do que havia ficado acordado na reunião anterior e que, por mera teimosia obtusa do Sr. Alfredo Casimiro, não aconteceu antes.
  • Garantia dada pela TAP da antecipação em alguns dias do pagamento à Groundforce da factura sobre os serviços prestados em Junho.
  • Ainda que a mesma factura vença apenas em 31 de julho, a TAP compromete-se a transferir para a SPdH/Groundforce o valor da mesma de modo a que fique assegurado o pagamento atempado da totalidade dos salários do mês de julho.
  • Será ainda processado o valor referente ao pagamento das anuidades vencidas aos trabalhadores durante o ano de 2021, com a devida produção de efeitos à data a que as mesmas se reportam.

 

“É nosso entendimento que o conjunto de soluções que nos foram apresentadas representam uma abordagem positiva dos vários aspectos da difícil situação em que a SPdH/Groundforce se encontra, com vista a que sejam resolvidos, pelo menos em parte, os problemas dos trabalhadores”, observa o comunicado dos dois sindicatos.

“Cientes da importância estratégica da empresa para o país, principalmente numa altura de férias estivais e em que a atividade aeroportuária assume uma importância inquestionável para o turismo nacional, para as comunidades portuguesas residentes no estrangeiro, bem como para todos passageiros que recorrem aos aeroportos nacionais, estamos também conscientes das nossas responsabilidades enquanto representantes dos trabalhadores, que sob condição alguma, nem debaixo de qualquer pressão, venha ela de onde vier, jamais deixaremos de defender com todas as nossas forças”, dizem o STTAMP e o STAMA, depois de se comprometerem a levantar os avisos prévios de greve, desde que as contas estejam saldadas com os trabalhadores.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica