TAP cresce no Brasil acima do período antes da pandemia (2019)

A TAP Air Portugal, a maior companhia não brasileira que realiza voos intercontinentais no Brasil, nomeadamente para aeroportos europeus – Lisboa e Porto – registou no primeiro quadrimestre deste ano – janeiro a abril – um crescimento de 11,2% no transporte de passageiros, tendo em conta os resultados do mesmo período no ano de 2019. Os dados foram divulgados pela autoridade brasileira da aviação civil (ANAC). São números que sobressaem, sobretudo se tivermos em conta que os voos intercontinentais de e para o Brasil ainda estão abaixo dos registos globais de 2019, com uma quebra geral de 19,9 por cento

Segundo noticiou o portal português de notícias de viagens e turismo ‘PressTUR’ estes dados permitem calcular que a TAP somou 586,2 mil passageiros nos voos de e para o Brasil entre Janeiro e Abril, inclusive, mais 58,9 mil que no período homólogo de 2019, pré-pandemia, enquanto o conjunto dos voos internacionais de e para o Brasil está abaixo da pré-pandemia em 1,62 milhões, significando que está em 80,1% do que era em 2019.

A informação recolhida pelo ‘PressTUR’ mostra que a TAP teve mais passageiros que em 2019 em qualquer dos primeiros quatro meses deste ano, e especialmente no mês de fevereiro, em que somou 135,4 mil passageiros, +22,8% ou mais 25,1 mil que no mês homólogo de 2019.

O mês em que transportou mais passageiros foi, no entanto, janeiro, mês de época alta do Brasil, com 161,1 mil, e seguidamente foi abril, com 143,9 mil, +3,8% ou mais 5,2 mil que no mês homólogo de 2019.

Os dados da autoridade brasileira indicam que a TAP teve neste mês de abril uma quota dos passageiros internacionais de e para o Brasil de 9,2%, depois de 9% em março, 8,8% em fevereiro e em janeiro.

Em todos os meses a TAP foi a maior companhia de aviação europeia em transporte de passageiros de e para o Brasil, e ficou apenas aquém da LATAM, que no quadrimestre teve uma quota de 15,5%, com 1,012 milhões de passageiros.

Seguiu-se a TAP, com 586,2 mil passageiros (9% do total) e seguidamente a brasileira GOL, com 449,1 mil (6,9% do total), a chilena LAN, do grupo da LATAM, com 406,3 mil (6,2% do total), a também brasileira Azul, com 401,4 mil (6,1% do total), a argentina Aerolíneas Argentinas, com 356,9 mil (5,5% do total), a American Airlines, uma das maiores companhias dos Estados Unidos, com 316,1 mil (4,8% do total), a também norte-americana United, com 224,2 mil (3,4% do total), e a Air France, que é, assim, a segunda maior europeia, com 231,4 mil passageiros (3,5 do total).

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica