TAP repatria portugueses retidos nas ilhas de Cabo Verde

A TAP Air Portugal inicia na terça-feira, dia 24 de março, o repatriamento dos portugueses afetados pelo cancelamento de voos após decisão do Governo cabo-verdiano de encerrar aeroportos para conter a propagação da pandemia do Covid-19.

A informação é da Embaixada de Portugal, na sua página, onde refere que a transportadora aérea portuguesa vai realizar voos a partir dos aeroportos da Cidade da Praia, na ilha de Santiago, e da ilha do Sal, para repatriamento com destino a Lisboa dos passageiros portugueses retidos naquelas ilhas que viram os seus voos cancelados.

Segundo a embaixada, os voos de regresso estão condicionados ao preenchimento de um formulário electrónico, através do site da companhia aérea.

De acordo com vários relatos de turistas feitos à agência de notícias ‘Lusa’, a retenção em Cabo Verde afecta, sobretudo, cerca de 200 portugueses que estavam de férias na ilha do Sal, hospedados em hotéis e com viagens canceladas essencialmente pela TAP, que devido à interdição dos aeroportos de Cabo Verde deixou de poder voar para o arquipélago africano.

Na sexta-feira, dia 20 de março, o primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, afirmou que voos de repatriamento – que são permitidos expressamente para esse fim, sem desembarque em território cabo-verdiano –, de cidadãos estrangeiros, na sua grande maioria turistas, “têm estado a ser assegurados e realizados”.

 

  • Foto © Carlos Freitas
  • Mais notícias sobre a pandemia do Novo Coronavírus/Covid-19 – LINK

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica