Bem-vindo, !|Sair

Nigéria quer retomar companhia nacional com a Ethiopian Airlines  


 

O governo da Nigéria pretende criar uma parceria com a Ethiopian Airlines para restabelecer a sua companhia aérea nacional, que cessou a operação em 2012.

Tewolde Gebremariam, presidente executivo da Ethiopian Airlines, disse à ‘Air Transport News’ (AIN) que o governo nigeriano contactou a administração da empresa, numa recente visita à Nigéria, para pedir apoio. Genbremariam recusou-se a dar detalhes do plano, explicando que as discussões ainda estão num estado inicial. No entanto, adiantou que ambos os lados expressaram interesse em colaborar. “Há ainda a possibilidade de discutirmos uma participação financeira no futuro, mas neste momento apenas estamos a discutir um contrato de administração”, acrescentou o presidente da Ethiopian.

A Air Nigeria, uma das principais companhias aéreas africanas, deixou de operar em 2012 devido a dificuldades financeiras, deixando a maior economia da África sem companhia aérea nacional. Dez anos antes, a Nigeria Airways tinha fechado e a Virgin Nigeria, uma joint venture entre o governo da Nigéria e a companhia britânica Virgin Atlantic, também entrou em colapso.

Nos últimos anos, após o aparecimento da Arik Air, esta companhia tem sido a transportadora aérea nacional, desde o fracasso da Air Nigeria. Contudo, a Arik Air, que é a maior empresa aérea privada da Nigéria, também tem experimentado grandes dificuldades financeiras e endividamento crescente. O governo nigeriano, através da Corporação de Gestão de Ativos da Nigéria (AMCON), assumiu a 9 de fevereiro passado o controlo da Arik Air numa ocasião em que esta não pagava salários aos seus funcionários e dívidas aos fornecedores há muitos meses.

Fundada em 2006, a Arik voa para uma rede de 26 destinos domésticos, regionais e internacionais, incluindo Joanesburgo, Londres e Nova Iorque com 29 aviões, a maioria da Boeing. A companhia aérea opera 60 por cento dos voos domésticos da Nigéria. A AMCON estima que a dívida da Arik some cerca de 946 milhões de dólares norte-americanos e acusou os responsáveis pela empresa de má gestão.

A Ethiopian Airlines tem desempenhado um papel importante na Nigéria, servindo quatro destinos no maior país produtor africano de petróleo, nomeadamente Lagos, Abuja, Kano e Enugu, a partir da sua base em Addis Abeba. “A Ethiopian é uma companhia aérea pan-africana”, disse Gebremariam. “Nós servimos a Nigéria durante muitos anos em tempos bons e maus. A Ethiopian Airlines é tão antiga quanto a Nigéria porque começamos a voar para a Nigéria logo após a descolonização “. A companhia etíope tem participações em duas outras companhias africanas: na ASKY Airlines e na Malawi Airlines ambas geridas pelos etíopes. A transportadora de bandeira da Etiópia também continua a negociar com os governos de Ruanda, Uganda, República Democrática do Congo e Zâmbia para formar parcerias semelhantes.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica