Bem-vindo, !|Sair

Antonov An-12 caiu no Sudão do Sul – Pelo menos 40 mortos


Um avião cargueiro Antonov An-12, matrícula EY-406, ao serviço da empresa ‘Allied Services’, caiu na manhã desta quarta-feira, 4 de novembro, cerca de 37 segundos após a descolagem do Aeroporto Internacional de Juba, no Sudão do Sul, no nordeste de África. Partes da aeronave arderam após diversas explosões, tendo morrido a maioria dos ocupantes e diversas pessoas em terra, num total estimado em mais de quatro dezenas, segundo fontes oficiosas.

Antonov An-12 voo 650px

Um Antonov An-12 igual ao que se despenhou no Sudão do Sul

Segundo as agências noticiosas internacionais e responsáveis aeroportuários, o aparelho, não obstante ter configuração de cargueiro levava carga e passageiros, um hábito comum nalguns países africanos e, nomeadamente, naquela zona geográfica, onde as pessoas viajam entre os volumes de carga.

As primeiras informações eram pouco claras acerca do número de pessoas embarcadas. Ao fim da manhã as autoridades aeroportuárias indicavam que o número de ocupantes era de 20, incluindo cinco tripulantes de nacionalidade arménia e outro com passaporte russo. Em terra os serviços de socorro afirmam que recolheram 41 cadáveres (há várias vítimas em terra) e que existem dois sobreviventes de entre os ocupantes que seguiam no Antonov: um tripulante e uma criança.

319634

Destroços do avião espalharam-se ao longo das margens do Rio Nilo Branco, a cerca de 800 metros do Aeroporto Internacional de Juba, capital da República do Sudão do Sul.

O avião caiu a cerca de 800 metros do final da pista do Aeroporto Internacional de Juba, capital do Sudão do Sul, um novo país africano, que se tornou independente do Sudão, depois de uma guerra de muitos anos, em Julho de 2011. Contudo, a paz nunca mais voltou a este território onde a guerra civil entre grupos desavindos é uma constante diária.

Os destroços do An-12 estão espalhados pelas margens do Rio Nilo Branco, tendo o aparelho caído sobre um grupo de pescadores, fazendo entre eles diversas vítimas mortais.

O avião acidentado tinha cerca de 45 anos de existência, tendo sido construído no tempo da União Soviética.

 

  • Notícia atualizada às 20h22 UTC de quarta-feira, dia 4 de novembro.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica