AZUL fez segundo voo à China com A330-900neo para transporte de carga

A AZUL Linhas Aéreas Brasileiras fez o segundo voo fretado com um avião Airbus A330-900neo de passageiros à República Popular da China, para transporte de equipamentos de consumo hospitalar e médico para combate à pandemia de covid-10 no Brasil.

O avião descolou no dia 29 de maio do Aeroporto de Viracopos/Campinas, base da companhia em São Paulo, para o Aeroporto Internacional de Qingdao Liuting, na província chinesa de Shandong, tendo feito uma escala para descanso da tripulação e reabastecimento no Aeroporto de Amesterdão/Schiphol, nos Países Baixos.

O A330-900neo da Azul (matrícula PR-ANZ) carregou 1,6 milhões de testes rápidos para detecção de infectados com a covid-10, destinados a um laboratório de análises clínicas no Estado de Minas Gerais. A carga foi colocada nos porões, sobre os assentos vazios e nas bagageiras da cabina dos passageiros.

No regresso ao Brasil, a aeronave voltou a escalar Amesterdão, com os mesmo propósito anterior, e aterrou no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte/Confins nesta segunda-feira, dia 1 de junho, pelas 13h25 locais. No total desta viagem de ida e volta à China, o avião da Azul esteve no ar 46h37m, segundo o site de rastreio de aviões ‘FlightRadar24’.

Essa foi a segunda operação da companhia com destino ao país asiático para transportar equipamentos que vão ajudar o Brasil no combate a pandemia do novo coronavírus. Na primeira operação, o avião carregou 133 ventiladores/respiradores no Aeroporto de Pequim, e pousou em São Paulo/Guarulhos no último dia 26 de maio. Os voos entram para a história da Azul, que, pela primeira vez, voou para a China em uma complexa operação logística.

 

Azul Cargo Express fortalece a sua logística

Desde quando a pandemia se intensificou no país, a Azul Cargo Express vem utilizando as duas aeronaves cargueiras Boeing 737 400-F e os porões dos aviões de passageiros para ampliar sua capacidade de oferta. Em abril, a companhia realizou dois voos internacionais para os Estados Unidos transportando somente cargas e, desde a autorização da ANAC, vem utilizando aviões de passageiros para o transporte exclusivo de carga.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica