Custo da reestruturação da TAP já atinge 5 mil milhões de euros, diz a Parpública

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O presidente da Parpública (*) revelou nesta quinta-feira, dia 20 de abril, que o custo total da reestruturação da TAP atinge cerca de 5.000 milhões de euros, somando a ajuda pública de 3.200 milhões com a contribuição própria da empresa e a compensação financeira que foi entregue pelo Governo da República Portuguesa, para minorar os efeitos da epidemia de covid-19.

“Esta soma da contribuição própria com o auxílio de Estado global – não só o auxilio da reestruturação, mas também o auxílio da compensação covid – é que vão somar o custo global da reestruturação, que, no âmbito do plano de reestruturação e da decisão da Comissão Europeia atinge cerca de 5.000 milhões de euros”, adiantou Jaime Andrez, em resposta ao deputado do partido Iniciativa Liberal (IL) Bernardo Blanco, na comissão parlamentar de inquérito à TAP, que decorreu na Assembleia da República, em Lisboa.

O responsável sublinhou que as negociações com Bruxelas sobre o plano de reestruturação da TAP, aprovado em 21 de dezembro de 2021, foram “muito difíceis”, sobretudo sobre “dois instrumentos muito importantes para a decisão final da Comissão Europeia”, que tinham a ver com a partilha de perdas pelos diversos parceiros da companhia e com o contributo próprio da empresa.

Conforme explicou Jaime Andrez, a contribuição própria tem a ver com a redução de custos para ajudar a viabilização da atividade económica e financeira da empresa.

Já questionado sobre o conhecimento que tem sobre o processo de privatização da TAP, Jaime Andrez disse que “ainda está numa fase de reflexão”. “Não há qualquer informação consolidada que possa transmitir aqui hoje”, apontou.

Relativamente à consultora norte-americana que estará a assessorar a TAP no processo de privatização, a ‘Evercore’, Jaime Andrez começou por responder ao deputado Hugo Carneiro que só conhecia a consultora de nome, mas depois acabou por confirmar que participou numa reunião com a referida empresa em 8 de fevereiro deste ano.

Segundo o presidente da Parpública, a reunião teve como tema “informação relativa a potenciais parcerias no âmbito da TAP”, mas não teve a ver com a privatização.

“Não era informação relativa à tomada de decisões sobre privatização, até porque a Evercore não é uma empresa credenciada para o efeito de assistência nessa área de privatização. Não creio que a Evercore esteja nessa lista [de consultoras credenciadas)”, afirmou.

Já questionado sobre o deputado comunista Bruno Dias sobre processos de recrutamento levados a cabo por head hunters (procura de talentos), Jaime Andrez afirmou que foram feitas consultas para o recrutamento do administrador financeiro da TAP e para vogais na Caixa Geral de Depósitos, por exemplo, mas ficou de enviar posteriormente informação sobre os custos daqueles procedimentos.

 

  • (*) A PARPÚBLICA – Participações Públicas, SGPS, S.A. é uma sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, diretamente detida pelo Estado Português, que tem natureza de sociedade gestora de participações sociais. A sociedade tem como objeto social a gestão de participações sociais públicas que integram o seu património, bem como a gestão, através de empresas suas participadas, de objeto especializado, de património imobiliário público.

 

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Chefe do Governo de Cabo Verde diz que avião anunciado há 12 dias “vai chegar”

O primeiro-ministro cabo-verdiano disse nesta terça-feira, dia 16 de...