SATA propõe redução de 22% nos ordenados acima de 1 390 euros e saídas amigáveis

O Plano de Reestruturação do grupo SATA, que vai ser apresentado à Comissão Europeia e que já é do conhecimento dos sindicatos e da Comissão de Trabalhadores, aponta para uma redução de 22% no ordenado dos trabalhadores que ganhem acima da soma de dois salários mínimos regionais, confirmou o jornal ‘Correio dos Açores’, que se publica na cidade de Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

O plano aponta para uma redução salarial de 20% nos ordenados dos trabalhadores do grupo SATA que ganhem acima de 1.390 euros e, para todos os 1.400 trabalhadores, ficam suspensos os aumentos de 2% nos próximos dois anos.

O Conselho de Administração da SATA enviou na quinta-feira, dia 21 de janeiro, uma comunicação interna aos seus colaboradores, na qual faz ainda saber que está aberto a saídas amigáveis, saídas negociadas, desde que esses trabalhadores não necessitem de ser substituídos

A SATA gasta em salários, por ano, nas duas companhias aéreas do grupo, perto de 70 milhões de euros, números de 2019. Na SATA Air Açores 36 milhões de euros e na Azores Airlines 33 milhões de euros.

“Está afastado, em princípio, o fantasma de despedimentos no grupo SATA”, indica o jornal açoriano.

De acordo com as fontes de informação do ‘Correio dos Açores’, a maioria dos ordenados líquidos no grupo SATA situa-se entre os 800 e os mil euros.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica