Bem-vindo, !|Sair

Wataniya Airways impedida de voar pelas autoridades do Kuwait

A Wataniya Airways, com sede no Kuwait, é mais uma companhia aérea que deixa de voar este ano, juntando-se a outras que já abriram falência devido a dificuldades financeiras.

A Direção-Geral de Aviação Civil do Kuwait anunciou neste sábado, dia 8 de dezembro, que cancelou o Certificado de Operador Aéreo (COA) à companhia Wataniya Airways.

A decisão das autoridades reguladoras surge no final de um prazo de três meses que foi dada à administração da empresa aérea para reorganizar o seu departamento de Operações, face a inúmeros atrasos, com passageiros abandonados em diversos aeroportos asiáticos e europeus, no Verão passado. A ordem já tinha sido emanada pela autoridade reguladora no dia 5 de setembro. Contudo, a Wataniya Airways solicitou o adiamento por 90 dias a decisão, enquanto a empresa resolvia os seus problemas que acabaram por não ser apenas operacionais. Para fazer o serviço programado a companhia precisava de oito aviões e estava a trabalhar com apenas quatro Airbus A320. Uma falha devido a algumas imprevisíveis avarias, situação que se agravou com a falta de financiamento, que não chegou, nem dos acionistas, nem da banca.

A Wataniya Airways começou a voar em 2009, aproveitando a decisão das autoridades do Kuwait que, em 2003, decidiram abrir o mercado a mais companhias aéreas no País. A ‘primeira vida’ da empresa durou pouco, tendo encerrado em 2011. Em julho de 2017 um outro grupo de investidores árabes retomou a companhia que voltou a voar, utilizando uma frota de quatro aviões de passageiros em rotas de médio curso.

Em novembro de 2017, no Salão Internacional de Aviação do Dubai, responsáveis da Airbus, da Golden Falcon Aviation e da Wataniya Airways celebravam a assinatura do Memorando de Entendimento que antecedeu o contrato de compra de 25 aviões A320neo, celebrada mais tarde, em julho de 2018, em Farnborough, no Reino Unido.

 

Tudo parecia seguir bem, até ao Verão deste ano. Em novembro de 2017, durante o Salão Internacional do Dubai, a Airbus e a Wataniya Airways, esta mediada pela empresa de leasing ‘Golden Falcon Aviation’, anunciaram a assinatura de um memorando de entendimento para a aquisição de 25 aviões Airbus A320neo, uma encomenda que acabou por ser confirmada no Salão Internacional de Farnborough, no Reino Unido, em julho deste ano. Também em Farnborough, a construtora brasileira Embraer anunciou que a Wataniya Airways seria a primeira operadora no Médio Oriente dos novos aviões regionais E195-E2 a partir de 2020. Um negócio que alcançaria 650 milhões de dólares e compreendia a aquisição de 10 aeronaves com opção para mais 10 aparelhos.

Para já não se sabe o que, perante a perda do COA, resolverão os empresários que apostaram nesta segunda fase da companhia aérea kuwaitiana, nem tão pouco se se mantêm as encomendas de aviões à Airbus e à Embraer, na esperança de novo relançamento da empresa.

 

  • Foto de entrada © Medina Photo Aviation

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica