Bem-vindo, !|Sair

Ryanair novamente em questão – Tripulantes portugueses dormiram no chão em Málaga

A situação de mau tempo que assolou o território continental português no último fim-de-semana, provocada pela passagem do tufão ‘Leslie’, causou diversos constrangimentos nos aeroportos nacionais, levando ao cancelamento de vários voos e ao desvio de aviões que se dirigiam para as cidades de Lisboa e do Porto. Foi o caso, nomeadamente de centenas de passageiros que viajavam na companhia de baixo custo irlandesa Ryanair.

O jornal português ‘Jornal de Notícias’ (JN) que se publica na cidade do Porto, noticia nesta segunda-feira, dia 15 de outubro, que a polícia foi chamada ao aeroporto de Málaga, no sul de Espanha, ao início da manhã deste domingo, para acalmar os ânimos de muitos dos 800 passageiros que ficaram retidos naquele aeroporto espanhol durante a noite.

O JN diz que cerca de 800 pessoas passaram a noite no aeroporto de Málaga, em Espanha, sem informações durante cinco a seis horas. Ao amanhecer, receberam uma garrafa de água e uma sandes. Os passageiros viajavam em seis voos da Ryanair com destino ao Porto, sábado à noite, desviados para o país vizinho devido à passagem da tempestade tropical Leslie pelo continente português.

O jornal destaca declarações de passageiros que classificam a situação como “caótica” e “inadmissível”, reclamando a falta de informação da companhia e contestando o facto dos aviões da Ryanair terem descolado de aeroportos na Europa em direção a aeroportos portugueses, onde sabiam que não existiam as condições recomendáveis para operar.

Ao final do dia, a Ryanair confirmou ao JN que “um pequeno número de voos foi desviado para Málaga” e afirmou que foram fornecidos vouchers de refeição e alojamento.

“Organizaram-se autocarros para transportar estes clientes para o Porto, no entanto não havia autocarros suficientes e os passageiros foram alertados para guardar quaisquer recibos para reembolso”, pode ler-se na resposta da empresa irlandesa, onde se revela que foram realizados voos adicionais, este domingo, para “transportar os clientes em falta”.

Mas a situação mais chocante que surgiu nas redes sociais neste fim-de-semana, foi de uma tripulação portuguesa da companhia irlandesa que teve de dormir no chão na sala de briefings de tripulações no Aeroporto de Málaga, sem almofadas ou cobertores.

A foto foi revelada em contas da rede ‘Twitter’ por pilotos e comissários de bordo da companhia e chegou em várias mensagens ao ‘Newsavia’ durante a última madrugada. O site europeu ‘Airlive.net’ diz que Peter Bellew, administrador executivo da Ryanair para o sector de Operações, lamentou o ocorrido e comentou que a situação tinha acontecido devido a não ter sido possível encontrar hotéis com vagas em Málaga. Contudo, afirmou, que a tripulação teve ao seu dispor a sala VIP do aeroporto que acabou por não utilizar.

1 Comments

  1. A ser verdade esta situação gostaria de saber o que vai fazer o instituto responsável, assim como o sindicato..
    Dignidade Humana?
    Descanso obrigatório?
    Segurança?
    Etc…etc…

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica